Logo

6595 - As ocupações Pocó e Konduri na região do rio Trombetas, Pará

O potencial arqueológico da região do rio Trombetas é conhecido desde o século XIX, quando ali foram descobertos os primeiros ídolos de pedra amazônicos e fragmentos de cerâmica elaborados. Além disso, existe ali uma das maiores concentrações de arte rupestre da Amazônia. Portanto, a região do rio Trombetas, do rio Nhamundá juntamente com a de Santarém compõe uma área quase contígua de ocorrência de importantes vestígios arqueológicos. Fontes históricas relatam à existência de assentamentos populosos, formas hierarquizadas de organização social e cultos religiosos. Esses elementos associados aos vestígios arqueológicos induziram à hipótese sobre a existência de complexidade cultural nessa região. Pesquisas arqueológicas realizadas na região nas décadas de 1950 e de 1970 forneceram as primeiras análises e interpretações sobre a ocupação humana pré-histórica. A partir de 1985 com a implantação de um pólo minerador na região, as pesquisas foram retomadas sob a perspectiva da arqueologia de contrato. As pesquisas arqueológicas realizadas pelo Museu Goeldi a partir de 2001 investigaram diversos compartimentos ambientais, o que permitiu entender a distribuição dos sítios nos diferentes ecossistemas e constatar que a ocupação pré-colonial não estava restrita as margens dos rios e lagos, mas se estendia às zonas de interflúvio. Os resultados mostram que aquela região foi ocupada em dois períodos. O primeiro, denominado Pocó, perdurou de 2360 a 1280 BP. Nesse momento, parecia existir o domínio igualitário tanto do ambiente ribeirinho como do interflúvio, pois os sítios arqueológicos nas duas áreas apresentam as mesmas características. A ocupação Konduri ocorreu entre 930 a 540 BP. Nesse período as aldeias ribeirinhas provavelmente eram os centros principais aos quais as aldeias do interflúvio estavam integradas social e culturalmente. Ao que parece, naquele período, havia uma ocupação regional integrada, provavelmente sustentada em uma organização econômica e política coesa.

Keywords: Ocupação Pocó, Ocupação Konduri, Arqueologia Amazônica, Rio Trombetas

Author: Guapindaia, Vera (Museu Paraense Emilio Goeldi, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575