Logo

4100 - ALUNOS/AS BRASIGUAIOS NA REGIÃO DE TRÍPLICE FRONTEIRA: COMPARTILHANDO DIFERENÇAS, TECENDO IDENTIDADES

Este estudo propõe a tessitura de diálogo nas escolas da cidade de Foz do Iguaçu que, situa-se entre as fronteiras da Argentina e do Paraguai buscando o enfrentamento das dificuldades dos educandos/as, e dos/as professores/as dos diferentes países em relação à diversidade cultural. A grande mobilidade das populações dos países da região de fronteira, sobretudo a imigração de crianças paraguaias ao Brasil, tem dificultado o funcionamento das escolas de Foz do Iguaçu que recebem alunos/as provenientes do Paraguai, os chamados brasiguaios. Através dos conhecimentos científicos e das práticas pedagógicas as crianças vão se identificando com um grupo e no espaço escolar elas convivem com as diferenças culturais . A forma de se trabalhar com diferentes culturas é uma problemática existente nas escolas. As crianças oriundas do Paraguai ficam alheias à sua identidade cultural, pois não existe nas escolas uma proposta de trabalho pedagógico para o enfrentamento das dificuldades desses/as educandos/as. A questão é: Será que a negação da própria cultura compromete o processo de aprendizagem de alunos/as brasiguaios/as? O objetivo é analisar a relação entre a identidade cultural e os resultados da aprendizagem escolar dos/as alunos/as. Esta análise contou com as contribuições teóricas de Raymond Williams, Stuart Hall, Néstor Canclini, Martin Barbero, Paulo Freire entre outros. As pesquisas empíricas que realizamos nas escolas de Foz do Iguaçu têm apontado um baixo rendimento escolar dos alunos/as brasiguaios/as. Constatamos que o sistema educacional tem negligenciado os problemas enfrentados por alunos de origens culturais diferentes, é urgente o diálogo para estabelecer uma educação intercultural e fundamentalmente ética e, não excludente. Defendemos uma formação continuada de professores/as para debater os conflitos relativos à diversidade e diferença cultural como possibilidade de se trabalhar sistematicamente a materialidade de uma formação emancipatória.

Keywords: Formação de professores ¿ Avaliação ¿ diversidade e diferença

Author: Silva Moraes, Denise Rosana da (Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575