Logo

8466 - ALUNOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: REDES DE CONHECIMENTOS PARA ALÉM DA GRADE ESCOLAR

O presente trabalho tem por objetivo refletir sobre a questão dos alunos da Educação de Jovens e adultos (EJA) e seus conhecimentos “tecnológicos” apreendidos em seu cotidiano, em virtude das novas exigências sociais geradas pela Modernidade. Serão apresentados alguns relatos de experiências com alunos de duas instituições públicas de ensino: uma da Rede Municipal do Rio de Janeiro e outra de uma escola da Rede Estadual existente dentro do NOVO DEGASE (órgão responsável pela execução de medidas socioeducativas impostas pelo Poder Judiciário) onde jovens alunos estão em privação de liberdade. Com o aporte teórico de autores e documentos que abordam o tema “Educação ao Longo da Vida”, como Sergio Haddad, buscaremos evidenciar a valorização dos processos de aprendizagem não-formais e informais em outros espaços-tempo mostrando, também, o descompasso da escola (como detentora e repassadora da aprendizagem formal) em reconhecer tais saberes e valorizá-los. Parece ainda haver um hiato entre conhecimento escolar e conhecimento do mundo atual e certo estranhamento em relação ao novo modelo de homem/aluno que passa a se estabelecer. Longe do modelo racional, previsível, vem surgindo um novo modelo de homem e consequentemente de aluno capaz de absorver as novas demandas sociais/tecnológicas, de exercitar um novo tipo de pensamento que a escola enquanto instituição de ensino não tem dado conta de abarcar, perpetuando a ideia da exclusão. Considerar os alunos da EJA como sujeitos da diversidade e reconhecer que os processos educativos vão para além do mundo escolar ainda se impõe como um grande desafio a ser superado.

Keywords: EJA-Educação ao longo da vida-aprendizados informais e não-formais

Author: soares, andréia (uerj, Brazil / Brasilien)
Co-Author: Vergilio, Soraya Sampaio (Rio de Janeiro, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575