Logo

8958 - Observatório Latinoamericano da Educação Profissional e Tecnológica: uma proposta para o estudo das relações entre educação e trabalho, mobilidade social do jovem pobre e o novo perfil de seus egressos.

Como as instituições latino americanas de educação profissional e tecnológica podem se observar criando espaço para troca de conhecimento? O problema surgiu a partir de estudos teóricos e práticos sobre a educação profissional e tecnológica, da constatação da carência de políticas públicas e de estratégias coerentes que contemplem as demandas da realidade social em que esta modalidade educativa se insere. Os resultados iniciais sinalizam que a Educação Profissional no estado de São Paulo promove a mobilidade social do jovem pobre, mudanças atuais permitem que seus egressos já não sejam mão-de-obra barata e operacional. Estas constatações foram ampliadas a partir da elaboração do projeto Educação Profissional na América Latina: rompendo barreiras (em que se fez contato com instituições de educação profissional públicas da América Latina, da Red Cinterfor). Nos contatos iniciais estas instituições demonstraram interesse por ações de intercâmbio e cooperação internacional evidenciando que suas realidades são muito parecidas com a do Brasil e constata-se ainda que tais instituições também promovem a mobilidade social do jovem pobre, superando o assistencialismo e políticas compensatórias. Neste momento, prepara-se projeto de pesquisa para ser encaminhado à FAPESP (São Paulo, Brasil) solicitando apoio para o desenvolvimento mais aprofundado da pesquisa exploratória (incluindo viagem aos países latino americanos interessados em estreitar laços institucionais) constituindo-se assim a criação e desenvolvimento de um Observatório Latinoamericano da Educação Profissional e Tecnológica. O objetivo principal da pesquisa foi mostrar que as instituições de educação profissional públicas da América Latina anseiam por uma rede para a troca de experiências, para o desenvolvimento da autonomia em pesquisas, publicações, eventos e projetos em conjunto. Conclui-se que a proposta de um observatório é uma estratégia possível e necessária para responder a questão lançada inicialmente, sendo urgente a tarefa de aprofundamento teórico-prático para evidenciar a capacidade emancipatória da educação profissional e tecnológica a partir da ação concreta dos sujeitos nela envolvidos. As co-autoras são as professoras: Juliana Augusta Verona e Sueli S. S. Batista (docentes e pesquisadoras do Centro Paula Souza).

Keywords: Educação Profissional e Tecnológica, Formação profissional, Emancipação, Educação e trabalho, Mobilidade social

Author: de Souza Fiala, Diane Andreia (FATEC ITU, Brazil / Brasilien)
Co-Author: Verona, Juliana; Batista, Sueli (Faculdade de Tecnologia de Itu - Dom Amaury Castanho, Itu, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575