Logo

6550 - Relativizando as posições de ¿vítima¿ e ¿algoz¿ nas relações decorrentes do turismo sexual em Fortaleza.

Fortaleza é a capital do Ceará, localizada no nordeste do Brasil. A cidade é uma das 4 capitais que mais recebe turistas no país. Parte destes visitantes são atraídos pela venda disseminada de serviços sexuais por mulheres maiores e menores de idade. Embora o consumo da prostituição por moradores da cidade seja massiva e ocorra em diversos bairros, no circuito turístico, os principais usuários são turistas estrangeiros. Há alguns anos, associações de moradores e militantes dos direitos humanos têm acionado a lei brasileira que criminaliza o consumo de serviço sexual ofertado por menores de 18 anos, para denunciar turistas e casas noturnas da cidade. A imprensa local tem acusado os estrangeiros de macular a infância de jovens pobres. Um candidato à prefeitura de Fortaleza chegou a denominar estes turistas de tarados internacionais. Partindo de um viés etnográfico, este paper questiona discursos que, categoricamente, vitimizam as jovens maiores e menores de idade que vendem serviços sexuais nos bairros turísticos de Fortaleza. Tomar a idade, e por vezes a condição sócio-econômica, como critério para vitimizá-las, significa destituí-las da condição de agente. Além de recompensa monetária imediata, as relações sexuais com turistas possibilitam o consumo gratuito de bebidas e pratos elaborados em restaurantes sofisticados da cidade, viagens internacionais, não raro, resultando em casamentos com estrangeiros. O golpe Boa Noite Cinderela, aplicado por algumas garotas de programa(e consiste na adição de cápsulas de ripinol à bebida do cliente que desmaia e e tem sua carteira subtraída) enfatiza a necessidade de repensar a condição crônica de vítima atribuída às jovens cearenses e de algoz aos turistas estrangeiros.

Palavras-chaves: Turismo, Agências, Mercado Sexual Internacional, Redes, Serviços Sexuais

Autores: AQUINO, JANIA (UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ, Austria / Österreich)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575