Logo

4320 - Práticas e representações da morte infantil no Brasil dos oitocentos

Procurar-se-á apresentar aqui os principais resultados da investigação realizada sobre as diferentes práticas e os vários significados envolvidos em torno da morte da criança nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo entre no século XIX . A hipótese geral foi a de que a morte oferece um viés privilegiado para se avaliar a sensibilidade em relação à infância e em particular como advento de uma nova configuração social, acompanhada de uma tentativa de reformulação das relações familiares e da veiculação de um novo estatuto para criança, teria participado das transformações no significado da morte infantil. Nesse sentido, o trabalho procurou mapear sócio-temporalmente três aspectos principais: (1) os limites etários que definem a criança morta e seus significados; (2) os cuidados rituais e outras práticas não verbalizadas; (3) os diferentes sentidos atribuídos à criança e à morte no Brasil nos diferentes discursos então produzidos a esse respeito.

Keywords: Morte; Religião; Família; Infância; Aborto

Author: Lima Vailati, Luiz (Universidade Federal de Viçosa, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575