Logo

6980 - A circulação de idéias científicas no período joanino

A sobrevivência da monarquia portuguesa nos moldes possíveis do Antigo Regime, após a revolução francesa, foi uma questão política central entre o fim do século XVIII e início do XIX. Com a vinda da família real para o Brasil em 1808 houve a circulação de idéias entre o Novo e o Velho Mundo e o debate interatlântico entre os vassalos da monarquia portuguesa, sobretudo referente a sua formação intelectual. A Gazeta do Rio de Janeiro (1808-1822), O Correio Braziliense (1808-1822), O Investigador Português em Inglaterra (1811-1819) e O Patriota (1813-1814), têm em comum o debate de questões científicas que influenciavam a formação do universo cultural no início do século XIX no mundo luso-brasileiro. A proposta deste trabalho é apresentar em linhas gerais as principais diretrizes do debate científico existente entre esses quatro periódicos eminentes do período, ressaltando os seus pontos comuns e as divergências de olhares de seus redatores, tendo em vista a nova concepção de espaço público no alvorecer do Século XIX.

Palabras claves: imprensa, circulação, sXIX, ideias

Autores: Meirelles, Juliana (Unicamp, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575