Logo

6783 - Classes médias na América Latina: o caso do magistério público no Brasil

Estudar as classes médias no Brasil tem atraído um interesse crescente de sociólogos e historiadores nos últimos anos. Em primeiro lugar, por uma nova conjuntura econômica que tem ampliado e diversificado o número de pessoas que se encontram nesse segmento social. E em segundo lugar, a própria dinâmica vivenciada por setores médios ao longo dos últimos anos no país tem incitado os pesquisadores a conhecer suas trajetórias, analisar suas especificidades enquanto segmento social e compreender suas aproximações com outros setores da sociedade no tocante a formas políticas de agir. Neste sentido, propomos aqui a análise da trajetória de uma categoria profissional, os professores da rede pública de ensino, a fim de acompanharmos seu percurso na segunda metade do século XX, atentando para as transformações experimentadas em sua organização e em suas práticas. Uma categoria que vai se organizando em formas associativas visando obter o atendimento de reivindicações estritamente profissionais e, gradatavimente, vai acrescentando um caráter político a suas demandas, sendo a sua participação decisiva no processo de transição da ditadura militar (1964-1985) para a democracia. Com isso, pretendemos levantar aspectos que sejam compartilhados com experiências vividas pelas classes médias em outros países da América Latina e visualizarmos elementos estruturais de sua emergência e suas transformações no século XX.

Palabras claves: classes médias, sindicalismo docente, redemocratização, greve de professores.

Autores: Pires de Paula, Ricardo (UNESP, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575