Logo

6448 - O papel do Banco Mundial e as transformações na geopolítica internacional.

O Banco Mundial, organismo multilateral criado em 1944 em decorrência dos acordos da Conferência de Bretton Woods, é produto de uma conjuntura internacional específica marcada pela ascensão dos Estados Unidos ao posto de potência hegemônica. O objetivo geral deste artigo consiste em recuar no tempo para observar os antecedentes da criação do Banco Mundial e, com o auxílio do enfoque da Economia Política Internacional, compreender como essa dinâmica anterior à sua criação influenciou - e continua influenciando - o modo de atuação desse organismo e a forma como o Banco realiza a intermediação entre os países membros na arena internacional. Com o intuito de incorporar processos iniciados nos séculos anteriores para aprofundar a compreensão do panorama atual, a contribuição do método interpretativo interdisciplinar torna-se fundamental enquanto componente de um instrumental pertinente de análise histórica dos organismos multilaterais – sobretudo do Banco Mundial – e sua interface com a gestão do sistema capitalista mundial. Paralelamente, este artigo pretende trazer para a discussão como as mudanças nas políticas de desenvolvimento da instituição foram aplicadas ao contexto dos países latino-americanos desde 1991 até o momento recente, observando, inclusive, de que forma a intensificação e disseminação de medidas de cunho liberal no cenário mundial pode estar relacionada com a nova agenda dos organismos multilaterais.

Palabras claves: Sistema interestatal, Hegemonia, Organismos Multilaterais, Banco Mundial, América Latina

Autores: Rached, Gabriel (Universidade Federal Fluminense, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575