Logo

6491 - Comunistas e Católicos de Esquerda no Brasil

Embora a influência da Igreja Católica tenha sido avassaladora no Brasil desde os tempos coloniais até os anos de 1980, nunca conseguiu formar um partido democrata-cristão influente no Brasil Republicano. Em 1945, após a derrota do nazi-fascismo e a democratização pós Estado Novo, cria-se um Partido Democrata Cristão com um programa que contém preocupações sociais nos moldes da doutrina social cristã. Se este partido não atinge votações expressivas, cria uma série de organizações que tem penetração entre jovens e operários. No fim dos anos 50 estes movimentos vinculados à Igreja passam a disputar com os comunistas os sindicatos operários, bem como as organizações estudantis, quer secundarista como universitário.

Ao longo das quatro décadas seguintes estas relações têm variado bastante de acordo com eventos políticos internos e externos responsáveis por mudanças drásticas globais.

Procura-se neste trabalho analisar as diversas políticas dos papados de João XXIII, PauloVI e João Paulo II para a América Latina, a influência da Revolução Cubana no Brasil, posição dos diverso grupos de esquerda perante a ditadura militar e os rumos tomados após a redemocratização no contexto da globalização e da crise e esgotamento do socialismo real.

Palavras-chaves: comunistas esquerda catolicos

Autores: Kinoshita, Dina Lida (Universidade de São Paulo, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575