Logo

6452 - A infância como o futuro da América Latina e o movimento dos Congresos Panamericanos del Niño (1916-1948)

Na América Latina, no início do século XX, foi sendo constituído um movimento de problematização da infância, de caráter internacional e intra-regional, através da organização e desenvolvimento dos “Congresos Americanos del Niño”, que teve sua primeira edição em 1916, e cuja nomenclatura modificou-se, a partir da quarta edição do Congresso, em 1924, para “Congresos Panamericanos del Niño”. Esses eventos foram desenvolvidos com o objetivo de criar um espaço inter-regional propicio ao debate, troca de experiências, intercâmbio, integração e cooperação entre os países do continente americano, em especial os latino-americanos, com o enfoque de problematizar a vida infantil sob diferentes perspectivas e conhecimentos, congregando inúmeros personagens vinculados ou interessados às questões da infância, como médicos, juristas, publicistas, intelectuais, pessoa ligadas à assistência social, à caridade, à filantropia e à sociologia. A ênfase dada ao papel que a infância deveria ocupar no futuro nos países da região, quando ela se tornasse adulta, era a tônica dos debates. Aqui expomos uma apresentamos panorâmica deste movimento dos Congressos, entre 1916 e 1948, percorrendo desde a 1ª até a 9ª edição do evento e identificando a sua estruturação, dinâmica, perfil de participantes, objetivos gerais. A realização “Congresos Panamericanos del Niño” permitiu a articulação contínua de alguns de seus participantes; a exposição e debate de questões consideradas centrais quanto à infância; e, a configuração de um “movimento latino-americano e americano” de problematização do universo infantil.

Palavras-chaves: Infancia, Niñez, Politica Social, Modernidade, Congreso Panamericano del Niño

Autores: Silveira Netto Nunes, Eduardo (Universidade de São Paulo, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575