Logo

4718 - A comunidade alemã em Curitiba e a conjuntura da Primeira Grande Guerra

O foco da problemática constitui-se por um grupo de origem germânica organizado numa comunidade luterana em Curitiba, capital do Paraná. Colocados em relevo os casamentos intra-étnicos na paróquia, observa-se, para as décadas de 1890, 1900 e 1910, uma endogamia de quase 100%. Essa tendência parece ser coerente com as tensões inerentes à ação dos pan-germanistas nas colônias alemãs no Cone Sul da América e seus reflexos nas relações entre os grupos étnicos de origem alemã e a so-ciedade brasileira. De fato, a documentação produzida pela paróquia evangélica permi-tiu acompanhar algumas gerações de descendentes de imigrantes que se mantiveram na Igreja durante um certo tempo. Em destaque, a vida de G. Hermann Strobel, que chegou ainda criança em Curitiba; ele nos deixou seu testemunho, no qual é possível observar o desenvolvimento de um sentimento étnico que cresceu par e passu ao seu amadurecimento na “colônia”. Nos últimos capítulos de suas memórias, é possível de-tectar a influência de um ambiente de tensão na sociedade brasileira, cujo crescimento é simultâneo à maturação de uma ideologia teuto-brasileira. Entretanto, o memorialis-ta não chega a participar do ápice da crise, pois viajou à Alemanha e lá ficou retido em função do conflito. Do lado de cá tomava-se partido, e a maioria da imprensa torcia pela Entente: desconfiava-se dos interesses do império alemão e as relações com o “alemanismo” no Sul do Brasil. Iniciada a guerra, e com afundamento de navios na costa brasileira por submarino alemães, a opinião pública, às vezes manifestando-se com paixão e (ou) violentamente, pressionava pela entrada do Brasil na Guerra, contra a Tríplice Aliança. Concluindo, a comunicação chama a atenção sobre a importância da conjuntura e dos eventos relacionados à Guerra de 1914 para uma periodização da história da assimilação dos grupos étnicos que se constituíram, em especial, no Brasil Meridional.

Autores: NADALIN, Sergio (Universidade Federal do Paraná (UFPR), Brazil / Brasilien)
Co-Autores: Fabris, Pamela (Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575