Logo

8823 - O Processo de Empoderamento de Mulheres Mastectomizadas:experiência em um grupo de apoio

O estudo, iniciado em 2003, tem por objetivo examinar o processo de empoderamento individual, grupal e comunitário de mulheres submetidas a mastectomia. Essas mulheres participam da ADAMA - Associação dos Amigos da Mama - situada na cidade de Niterói-RJ, que tem como missão oferecer apoio às mulheres que passam ou passaram pelo câncer de mama e conscientizar a população sobre esta doença. Por uma demanda de informações acerca da doença, a ADAMA, uma organização não governamental, iniciou suas atividades nos anos 80 como uma alternativa a assistência pública às mulheres com câncer de mama tão frágil na dimensão psicossocial. Dados para o estudo foram coletados por meio de história oral (entrevistas com mulheres participantes dos grupos na associação), além da observação participante nas reuniões semanais da ADAMA. O estudo mostra que os impactos da mutilação na vida das mulheres são agravados pela ausência de cuidados em saúde apropriados. Ele também permite afirmar que as ações comunitárias realizadas pelas participantes da ADAMA têm colaborado para a história da assistência no local, assim como para o processo de empoderamento das mulheres em questão. Além disso, a pesquisa confirma que “o poder que brota da dor e opressão” contribui para a formação de uma rede informal de proteção social para as mulheres mastectomizadas.

Palavras-chaves: Palavras-chaves: câncer de mama, proteção social, empoderamento. , assistência

Autores: Fróes Garcia, Ana Cristina (ADAMA, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575