Logo

3319 - António Ferreira Lopes: o legado de um ¿brasileiro¿ imbuído dos ideais republicanos

Oriundo de uma família pobre do Minho, António Ferreira Lopes partiu para o Brasil jovem, em 1857. Seguia o mesmo caminho de milhares de compatriotas que atravessaram o Atlântico à procura da riqueza que a sua própria pátria lhes não garantia. O seu percurso no Rio de Janeiro foi de rápida ascensão, o que o levou a desposar uma senhora num meio social mais elevado que o seu e o fez granjear fortuna. Quando regressou ao Norte de Portugal estava riquíssimo. Sem filhos, o casal deu início a uma vida de benemerência na sua terra natal: Póvoa de Lanhoso. Na terra, António Lopes, mandou construir um hospital e quando faleceu legou a fortuna a obras de assistência em Portugal e no Brasil. Porém a maior tranche no valor de milhares de contos, destinava-a à manutenção do hospital por si fundado em 1917 e durante uma década por si sustentado o qual legava também à sua vila. Aos testamenteiros deixava a possibilidade de o entregarem à Câmara Municipal ou poderem criar uma nova instituição que o viesse a gerir. Será esta disposição testamentária que resultará, em 1928, a criação da “Misericórdia e Hospital da Póvoa de Lanhoso” .

Keywords: Assistência social, ¿brasileiros¿, herança

Author: Coelho, José Abílio (Universidade do Minho, Portugal / Portugal)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575