Logo

7250 - TRABALHADORES RURAIS DO BRASIL E DA ARGENTINA FACE ÀS PROPOSTAS REFORMISTAS DE VARGAS E PERÓN

Neste trabalho discutiremos as propostas de intervenção dos governos de Getúlio Vargas (1930-1945-1951-1954) e de Juan Domingo Perón (1946-1955) nas relações trabalhistas no campo, através das quais visavam alterar tais relações estendendo aos trabalhadores a legislação, que já se esboçava no meio urbano. Essa extensão visava ao mesmo tempo ampliar o mercado interno para as indústrias em desenvolvimento e ampliar o apoio político para ambos regimes, somando à base sindical urbana um novo contigente de apoio vindo dos operários rurais.  

Refletiremos também sobre a resistência de entidades como a Sociedade Rural Brasileira, a Sociedade Nacional de Agricultura (Brasil) e a Sociedade Rural Argentina, que buscaram a todo custo evitar a intervenção estatal. Tal resistência devia-se tanto ao fato de não quererem prejuízos econômicos como principalmente por não aceitaram que um mundo que consideravam ideal, fosse atingido pelas propostas estatais e seus modelo paternalista fosse destruído  

Finalmente analisaremos a ação dos trabalhadores, que tentavam, organizados em sindicatos na Argentina, ou através de cartas escritas ao presidente no Brasil, fazer valer aquilo que entendiam ser seus direitos. Estes trabalhadores se apropriavam do discurso oficial e buscavam revertê-lo em seu benefício.

Keywords: Estado, Proprietários Rurais, Trabalhadores Rurais

Author: Ribeiro, Vanderlei (Unirio, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575