Logo

3131 - Visões do outro a partir da (i)migração alemã: Mecklenburg-Schwerin, Brasil e Rio Grande do Sul ¿ séculos XIX e XX

O presente estudo tem como objetivo mapear as diversas interpretações que foram construídas sobre os imigrantes alemães e seus descendentes ao longo dos séculos XIX e XX. Tais interpretações – ou visões – marcaram uma parte dos imigrantes ao serem classificados como “maus” em comparação aos que tiveram sucesso, principalmente no plano econômico. Comparações equivocadas e a construção de determinada imagem dos imigrantes por parte de intelectuais alemães chegados ao Brasil no final do século XIX e início do XX influenciaram parte da historiografia que escreveu sobre imigração, muitas vezes identificada com o qualificativo de “clássica”. Por historiografia clássica da imigração alemã entende-se aquela que produziu grandes obras, inclusive no número de páginas, e que ainda hoje são referências para a busca de informações. Entretanto, é justamente essa historiografia que construiu a imagem dos “bons” e dos “maus” imigrantes. Recentemente, há poucos anos, vem se desconstruindo essa análise bipolar de duas maneiras: revisitando fontes já consultadas e acessando novos conjuntos documentais, pouco ou quase nada explorados. Assim, com a documentação referente aos imigrantes de Mecklenburg-Schwerin, praticamente inédita, o historiador Martin Dreher foi capaz de relativizar o que clássicos afirmavam há gerações, isto é, que os imigrantes dessa região não desapareceram quando foram instalados no Rio Grande do Sul e que sua origem em território alemão (saídos das casas de correção) não determinou seu comportamento em solo brasileiro. A partir dessas orientações, desenvolvi a presente pesquisa, estabelecendo diálogo constante com as fontes, a historiografia clássica e a “revisionista”.

Keywords: Imigração, Brasil, séculos XIX e XX, historiografia, interpretação

Author: Witt, Marcos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575