Logo

7546 - Elaboração da identidade em dois romances brasileiros contemporâneos

Observa-se, na literatura brasileira contemporânea (e do passado), a contribuição de autobiografias quer seja de testemunho ou confisssão quer seja de personagem de ficção para o construto, o questionamento e o fracionamento da identidade. O objetivo da comunicação é, por meio da análise comparativa de dois romances recentes - Heranças de Silviano Santiago publicado em 2008 e Eu vos abraço, Milhões de Moacir Scliar lançado em 2010 -, verificar como, no decurso da história narrada, elaboram-se e ressignificam-se identidades individuais e coletivas. Ambos os livros utilizam o mesmo procedidmento de composição: a autobiografia de personagem de ficção, procedimento antigo e muito comum na literatura. De Goethe, passando por Dostoiévski, até Svevo e Joyce, entre muitos outros - no caso brasileiro, de Machado de Assis a Graciliano Ramos -, incluindo-se uma boa parte da produção recente, esse método tem sido utilizado com eficiência e produzido grandes resultados na narrativa ficcional. Os narradores autodiegéticos das obras nacionais mencionadas são homens idosos que relatam a própria vida. Além dessa, há várias outras semelhanças entre as composições que incitam à reflexão sobre a constituição da identidade, como a combinação entre ficção e registro documental. Para atingir os objetivos propostos, os romances serão analisados tendo em vista, principalmente, os recursos literários empregados pelos autores para construírem autobiografia de personagens de ficção que rememoram a experiência de vida, as relações sociais e o processo histórico em que se inserem.

Keywords: identidade, autobiografia, personagem de ficção, literatura brasileira contemporãnea

Author: de Moraes Leonel, Maria Célia (Universidade Estadual Paulissta, Brazil / Brasilien)
Co-Author: Segatto, José Antonio

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575