Logo

8603 - Da cólera ao estorvo: a forma do romance em Raduan Nassar e Chico Buarque

A comunicação propõe-se abordar os livros Um copo de cólera (1978), de Raduan Nassar, e Estorvo (1991), de Chico Buarque, com a finalidade de observar neles a possível relação entre a forma romanesca e a representação de impasses vividos no contexto social e político brasileiro no último quartel do século XX. Considera-se a hipótese de que, a partir da década de 70, acentua-se no âmbito literário a dificuldade de narrar. A narrativa parece, então, prestar-se para encenar a ação descontrolada ou a própria falta de ação, como que a representar, depois de momentos de intensa conturbação e revolta, a perturbadora acomodação dos anos 90. Em termos de técnica narrativa, vai-se procurar abordar a questão por meio da constituição do narrador e das personagens centrais de dois livros que não abordam diretamente a luta política dos anos 70 e 80, mas sobretudo o seu rescaldo. Espera-se, assim, indicar de que modo, num contexto em que restam poucas ilusões quanto à luta pela transformação social, o romance expressa formalmente essa condição.    

Keywords: narrativa contemporânea, Raduan Nassar, romance brasileiro, Chico Buarque, literatura e história

Author: Antunes, Benedito (Faculdade de Ciências e Letras - UNESP, Câmpus de Assis, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575