Logo

3705 - Vizinhos e hermanos nas telas de cinema

O MERCOSUL atinge sua maioridade em 2012, passados 21 anos da assinatura do Tratado de Assunção. Seus Estados Parte, Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai procuram uma integração através da adoção de uma política comercial comum. A atividade cinematográfica tem sido regulada pela Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais do Mercosul ( RECAM ), criada em dezembro de 2003, sob o lema da reciprocidade, da complementaridade e da solidariedade. Esta comunicação pretende analisar os resultados das políticas implementadas até agora no campo audiovisual, assim como refletir sobre o que mudou desde então. Os avanços na legislação, as operações jurídicas e econômicas, a produção e a distribuição compartilhadas, os esforços de aproximação e os entraves a um melhor desenvolvimento. Mas o eixo principal vai ser a investigação sobre as múltiplas formas de representação entre os hermanos vizinhos, como são vistas suas identidades a partir de diferentes parâmetros audiovisuais para suas relações de proximidade. São personagens argentinos, uruguaios, paraguaios e brasileiros que interagem no campo da ficção, estabelecendo um diálogo impensável há poucos anos atrás. Negociando imagens e cruzando olhares, estamos transpassando fronteiras.

Palavras-chaves: cinema do Mercosul, alteridade no cinema, olhares cruzados

Autores: Tunico, AMANCIO (Universidade Federal Fluminense, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575