Logo

8464 - Distinguindo léxico endógeno e exógeno nas línguas Arawak

Marcelo Pinho De Valhery Jolkesky (autor) Edilson Melgueiro Baniwa (co-autor) A família Arawak, sugerida inicialmente por Filippo Salvatore Gilij (1782), é um dos maiores grupos linguísticos das Américas e apresenta a distribuição geográfica mais abrangente, com povos que habitaram desde as Bahamas até a Argentina. Segundo Aikhenvald (1999), as línguas atribuídas a esta família apresentam uma relativa homogeneidade tipológica e morfossintática. Entretanto, ao realizar uma avaliação preliminar do léxico, defrontamo-nos com dois grupos distintos de dados: (i) aqueles em cognação, dos quais podem depreender-se séries de correspondências fonológicas de forma sistemática e (ii) aqueles que apresentam grande discrepância de formas, o que nos leva a levantar hipóteses acerca da sua provável origem exógena. Neste trabalho, buscaremos reavaliar as correspondências descritas em Payne (1991) e Ramirez (2001) através da comparação dos dados do grupo (i) e organizar os dados do grupo (ii) segundo campos semânticos para buscar levantar pistas sobre a origem das formas ali encerradas, se frutos de contato areal ou se resultados de derivações semânticas inerentes a estágios evolutivos de cada língua em particular. Para tanto, levaremos em conta os pressupostos levantados pelo método comparativo como descrito, por exemplo, em Fox (1995) e Campbell (1998), assim como o aporte teórico sobre línguas em contato apresentado em Meillet (1914), Haugen (1950), Weinreich (1953), Thomason e Kaufmann (1988) e Thomason (1997, 2001). As línguas analisadas neste estudo foram selecionadas tendo em vista a representatividade de diversos ramos da família em questão e também em virtude da disponibilidade de dicionários ou extensa quantidade de dados de campo. Os resultados deste trabalho se justificam na medida em que trarão à luz mais dados sobre a configuração da família Arawak e sobre a pré-história das línguas e dos povos a ela atribuídos.

Palavras-chaves: família linguística Arawak, linguística comparativa, léxico endógeno, léxico exógeno

Autores: Jolkesky, Marcelo (Universidade de Brasília, Brazil / Brasilien)
Co-Autores: Baniwa, Edilson (UnB, Florianópolis, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575