Logo

8353 - As Novas Guerras e Threat Convergence na América do Sul (2000 a 2011)

O fim da Guerra-Fria trouxe o tema dos conflitos armados com atores não-estatais ao centro dos debates sobre guerra e estratégia. Diversos autores, como Mary Kaldor, Mohammed Ayoob e Munkler, defendem que as novas guerras misturam elementos convencionais com crimes transnacionais. Alguns governos parecem aceitar e instrumentalizar elementos desse debate em suas doutrinas. Um exemplo relativamente recente é o do US State Department, junto com o Fund for Peace, que desde 2009 trabalham com a ideia de convergência de ameaças. Essas ameaças são elencadas como de natureza não-convencional, por exemplo: Estados falidos, áreas não-governadas, grupos de terroristas/narco-traficantes, armas de destruição em massa. Alguns relatórios dessas agencias já classificam regiões como de threat convergence: o Mar Negro e Sul do Cáucaso, fronteira tríplice (BRA-ARG-PAY), e o leste africano. Nosso objetivo é considerar esse debate no caso Sul-americano. Nossa análise estará composta de quatro esferas relacionadas: a) as novas guerras no campo teórico das Relações Internacionais; b) ideia de threat convergence e novas guerras na política externa dos EUA para América do Sul; c) a ideia de novas guerras e threat convergence nos acordos de defesa do Conselho de Defesa Sul-americano (CDS) da UNASUL; d) balanço do debate. As fontes de dados e informações privilegiadas serão documentos oficiais de Estados e governos, livros de referência sobre o tema, e entrevistas com especialistas em segurança e defesa dos Estados membros da UNASUL.

Palabras claves: defesa/segurança, América do Sul, novas guerras

Autores: Montoya Palacios Jr, Alberto (SAN TIAGO DANTAS (UNESP-UNICAMP-PUCsp), Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575