Logo

8179 - Extensionismo, Classe dominante e Acordos Binacionais entre Brasil e EUA (1958-1974)

O presente trabalho visa analisar a relação entre a Extensão Rural no Brasil, as agências financiadoras interamericanas, como o BID e outras instituições internacionais e as entidades patronais inseridas no Ministério da Agricultura. O projeto de extensionismo no Brasil surgiu devido a uma iniciativa privada bem sucedida entre a AIA e o governo do Estado de Minas em 1948. Logo em 1956 o extensionismo virou uma política nacional com a criação da Associação Brasileira de Crédito e Assistência Rural-ABCAR.

Essa parceria entre EUA e Brasil é fruto de acordo de cooperação binacional, iniciados em 1950 para o aumento de difusão de tecnologia no campo brasileiro. Nesse período o projeto desenvolvimentista vitorioso no Ministério da Agricultura era o projeto defendido pela Sociedade Nacional de Agricultura-SNA, entidade patronal que representava latifundiários do Nordeste, Rio de Janeiro e Sul do país. Houve, portanto, uma convergência de interesses entre o projeto modernizador da agricultura na Pasta do Ministério e as alianças internacionais entre Brasil e EUA. José Irineu Cabral, pecuarista pernambucano, surge na cena política como um dos importantes interlocutores entre os projetos de extensionismo no Brasil e junto a alguns organismos internacionais. Podendo ser entendido como intelectual orgânico na acepção de Gramsci, Cabral, esteve a frente de diversas missões internacionais, além de ter assumido a diretoria da ABCAR em 1958, período no qual o projeto produtivista impôs o aumento da produção dos pequenos proprietários sem aumento da terra, através do consumo de insumos agrícolas e crédito rural orientado-CRO. Nesse período também foi Diretor do Escritório de Agricultura Brasil/EUA-ETA e posteriormente atuou como Diretor do Banco Interamericano de Desenvolvimento-BID, na área de Agricultura cuja iniciativa de criação foi do governo americano em articulação com Rockfeller. Não coincidentemente verifica-se empréstimo do BID para CRO no Brasil e na América Latina.

Keywords: Extensão Rural Classe Dominante Acordos Binacionais Estado

Author: Farias de Oliveira, Pedro Cassiano (Universidade Federal Fluminense, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575