Logo

7640 - Braslia, a ilusão da esperança

O projeto de Lúcio Costa mostra traços tanto das utopias internacionais como das tradições urbanas vernáculas. Mostra ainda, no projeto, as contradições presentes na política brasileira em meados do século XX que, aliás, persistem até hoje.

Essas contradições vão provocar modificações no projeto premiado, desde o início da construção da cidade, depois em seu desenvolvimento, até desfigurar o plano original, a título de preservar o patrimônio tombado.

A pretexto de atender a observações do júri do concurso a empresa construtora ampliou as áreas habitacionais reduzindo as densidades, com isso favorecendo, mais tarde, a especulação imobiliária. Isso foi concomitante a locação de populações operárias em bairros distantes que foram denominados falsamente cidades satélite. Foram eliminados os locais centrais de diversão e concentração que poderiam ser locais de manifestação política.

Nos anos 70, a mudança da orientação política dos governos militares, de um liberalismo ortodoxo para um neo liberalismo trouxe novas mudanças no plano urbano e principalmente na gestão da terra urbana provocando, apesar do reconhecimento da cidade, pela UNESCO, como patrimônio da Humanidade. Perderam-se com isso, os valores de convivência, de paisagem, de relação com o sítio natural e da cultura brasileira.

Keywords: ŽBrasília, política, liberalismo, projeto

Author: CARPINTERO, Antonio Carlos (Universidade de Brasília, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575