Logo

5329 - Narrações indígenas no Nordeste do Brasil: Uma história de contato entre índios, não índios e a legislação indigenista brasileira, relida através das interpretações das comunidades indígenas

A luta para obter a posse das terras "de ocupação tradicional" é, historicamente, o centro das reivindicações dos povos indígenas brasileiros. Hoje, apesar dos princípios consagrados pela Constituição Federal de 1988 garantirem aos índios este direito, o processo para obter a demarcação destas terras é, em muitos casos, demorado e difícil de ser conquistado pelos povos, envolvendo diferentes atores: funcionários do órgão indigenista federal, advogados, antropólogos encarregados de realizar laudos técnicos periciais, ONGs, fazendeiros, madeireiros, administradores regionais, além dos próprios índios envolvidos no processo. Nas múltiplas dinâmicas que se ativam nesta arena política caracterizada por forças desiguais que se enfrentam, é particularmente interessante concentrarmos nossa atenção sobre os indígenas como atores caracterizados por estratégias, retóricas e narrativas próprias. Através de dados etnográficos - fruto de pesquisas de campo realizadas entre os Xacriabás do norte de Minas Gerais - esta comunicação pretende analisar especificamente como os índios “contam" a história das terras que reivindicam e a história do contato com os “não indígenas” no período colonial e pós-colonial. Além disso, faz-se necessário focar a atenção sobre as reinterpretações das leis federais relativas às Terras Indígenas feitas pelos líderes indígenas durante o período de reivindicações territoriais. Estudar esses processos, enquanto se desenvolve, oferece a ocasião de colher dados etnográficos interessantes sobretudo pela riqueza das reflexões teóricas que sugerem. Reflexões que permitem não somente analisar a memória social compartilhada como meio para reconstruir a identidade étnica destes povos e as relações com os não índios mas, também, de propor hipóteses teóricas relativas às diversas reinterpretações emicas da história colonial e pós-colonial ativadas pelo povos indígenas brasileiros.

Palavras-chaves: Indios do Brasil, contato interétnico, políticas indigenistas.

Autores: Lenzi Grillini, Filippo (Università di Siena, Italia, Italy / Italien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575