Logo

6495 - A História Indígena na Fronteira entre dois Estados Nacionais: Os Makuxi e Wapichana entre o Brasil e a Guiana.

O trabalho aborda as estratégias narrativas entre os povos indígenas Makuxi e Wapichana que vivem na fronteira internacional entre o Brasil e a Guiana de se reafirmarem etnicamente a partir da crescente consolidação do movimento indígena desde a década de 1970 até o momento. A história indígena é acionada por lideranças dentro do contexto dos Estados nacionais como uma apropriação do passado para fortalecer as identidades indígenas em lutas políticas atuais. Focalizam-se sobretudo os Makuxi e os Wapichana, e a interface destas identidades com as identidades nacionais de brasileiro e guianense na fronteira, que se consolidaram a partir da definição desta fronteira em 1904. Examinam-se as narrativas indígenas a partir da contextualização de identidades que se sobrepõem e se complementam entre povos indígenas que habitam esta região desde muito antes da imposição da fronteira internacional. Os indígenas desta região articulam suas narrativas com as histórias coloniais do Brasil e da Guiana. As narrativas indígenas revelam as contradições e as ambiguidades dos discursos governamentais dos respectivos Estados nacionais a respeito de nacionalidade e etnicidade.

Palavras-chaves: narrativas indígenas, fronteira, povos indígenas, Estados nacionais

Autores: Baines, Stephen (Universidade de Brasília, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575