Logo

4052 - Migrações e diversidade cultural

O desenvolvimento da temática proposta visa, acima de tudo, fazer sobressair dois aspectos: o primeiro será uma breve reflexão sobre "culturas e identidades" e o segundo incidirá sobre o multiculturalismo actual, considerado por vezes como um "perigo" e outras vezes como uma "novidade", dois aspectos refutáveis.

O reconhecimento das diferenças culturais no seio de uma sociedade foi sempre um dos problemas mais complexos, ao longo de toda a história da humanidade, visto que, as diferenças culturais definem diferentes identidades. No entanto, pode-se identificar várias identidades coexistentes num grupo socio-cultural, hoje, como no passado. A diversidade cultural é uma marca da história humana, por vezes respeitada e outras vezes reprimida. Quanto maior controlo político e administrativo existe, maior é a probabilidade de conceber a diversidade cultural como uma ameaça que urge reprimir (Sousa Santos, B.: 2006).

As migrações internacionais actuais produzem-se segundo dois eixos: os países do sul entre si, e, por outro lado, dos países do sul para os países do norte. Neste contexto das migrações globais condensa-se toda a panóplia de soluções para o reconhecimento da diferença cultural, que vai da celebração da diversidade à assimilação (Sousa Santos, B.: 2006).

De facto, verifica-se que o reconhecimento da diversidade, sobretudo na Europa, parece mais difícil que nunca, a tal ponto que se celebra a assimilação. No entanto, apesar de a diversidade comportar tanto problemas como vantagens, o caminho a construir é o do reconhecimento do multiculturalismo, com as aportações dos especialistas, dos governos e da sociedade civil, como sendo o único que pode ter lugar numa sociedade aberta.

Palabras claves: Migraciones, Diversidad cultural, Identidades, Asimilación

Autores: Cabral, Alcinda (Universidad Fernando Pessoa, Portugal / Portugal)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575