Logo

7955 - PLURALIDADE E INTOLERÂNCIA RELIGIOSA NA ATUALIDADE

Pretendemos analisar os fatores que contribuem para o recrudescimento da intolerância no campo religioso brasileiro, bem como ressaltar a reação dos grupos religiosos envolvidos nessas disputas, as medidas legais e de entidades civis que lutam por uma proposta ecumênica, dos direitos do cidadão à livre opção religiosa, a exemplo da Coordenadoria Ecumênica de Serviços (CESE), com atuação nacional.  

A contemporaneidade vivencia um pluralismo religioso, um reavivamento do sagrado nas sociedades industrializadas, bem como comunidades rurais. Observa-se um reencantamento do mundo que questiona as teses da secularização. Nesse contexto também ressurgiram os fundamentalismos, com visões intolerantes frente às diferenças de concepções religiosas e alimentados por projetos hegemônicos.  

No Brasil, onde se desenvolveu uma cultura forjada por várias matrizes religiosas, desde a instalação da República no final do século XIX que o Estado é leigo, embora historicamente o Catolicismo fosse predominante. Os últimos censos revelam um decréscimo do número de católicos e o crescimento dos evangélicos. O avanço protestante ocorre pelo crescimento dos neopentecostais, os quais têm um forte apelo proselitista e um discurso que vai ao encontro das demandas socioreligiosas populares.  

A busca de visibilidade social e as disputas no campo religioso levam a uma “guerra santa” na qual os neopentecostais desqualificam as Religiões de Matrizes Africanas, o Espiritismo e o Catolicismo como demoníacos e nefastos. Na Bahia, com forte presença de candomblecistas os conflitos com neopentecostais, especialmente da Igreja Universal do Reino de Deus, se avolumaram de tal maneira que foi necessário a promulgação de uma Lei Contra a Intolerância Religiosa, sendo posteriormente decretado o dia 21 de janeiro, o Dia Nacional Contra a Intolerância Religiosa.  

São algumas questões que abordaremos na palestra, numa perspectiva do campo religioso de Pierre Bourdieu, tomando a religião como um aspecto das relações socioculturais.

Keywords: Neopentecostais, Intolerância Religiosa, Brasil

Author: da Silva, Elizete (Universidade Estadual de Feira de Santana, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575