Logo

2257 - Representações acerca de um conflito: As contendas territoriais entre indígenas e produtores rurais no estado de Manto Grosso do Sul - Brasil: o caso da Serra da Bodoquena.

Mato Grosso do Sul, um dos estados brasileiros que compõe a meso-região Centro-Oeste, é o segundo em população indígena. Desde tempos coloniais os conflitos pela posse da terra ditaram a tônica das relações sociais estabelecidas, sempre assimétricas e em detrimento das populações autóctones. No início do século XX, com a concessão de títulos de terras aos colonizadores, os conflitos se acirraram, tendo em vista que muitos destes títulos se sobrepuseram a territórios legitimamente indígenas. Com a ampliação das frentes de expansão econômica as relações se tornaram ainda mais conflituosas, acarretando contentas sangrentas ao mesmo tempo em que as demandas territoriais se avolumam na estrutura do judiciário. Como pano de fundo se constitui toda uma representação acerca dos povos indígenas, contrastada com o discurso de progresso econômico que a classe agrária se apodera enquanto instrumento político. O conflito entre indígenas e campesinos na Serra da Bodoquena, ocorrido no início da década de 1980, constitui um caso de grande expressividade, onde ficou evidente a apropriação de um discurso calcado nas representações negativas acerca dos povos indígenas. O objetivo do presente ensaio é abordar o conflito da Bodoquena como pano de fundo para entender as relações vigentes entre indígenas e produtores rurais no estado do Mato Grosso do Sul.

Palabras claves: Mato Grosso do Sul, Kadiweu, Conflito, Território

Autores: Simas de Aguiar, Rodrigo Luiz (Universidade Federal da Grande Dourados, Brazil / Brasilien)
Co-Autores: Müller, Aline Maria (ninguno, Dourados, MS, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575