Logo

7827 - O processo de criação da 'comunidade' kalapalo

Nas duas últimas décadas, a relação de contato intercultural entre os povos indígenas e a sociedade nacional e entre eles e o Estado brasileiro tem sido permeada por um processo não intencional de fortalecimento institucional dos fóruns e associações representativas. Não intencional na medida em que este fortalecimento se dá no momento em que se estabelece que a intermediação deve, necessariamente, ocorrer mediante a proposição de “projetos” vinculados a pessoas jurídicas. Ao mesmo tempo, cria-se a dependência de bens de consumo e outros bens que facilitam o processo produtivo e reprodutivo das populações.  

Entre os kalapalo, apesar de tardio, o processo não foi diferente. A relação direta com a sociedade nacional vem ganhando força há pouco mais de uma década, enquanto que a relação com o Estado se intensificou nos últimos cinco anos. Em função do desejo de consumo e da necessidade de se inserirem neste “mercado”, os kalapalo buscaram auxílio na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) para constituir uma Associação Comunitária, visando também facilitar o escoamento e a venda dos artesanatos produzidos. Inicialmente o projeto pouco funcionou, chocando-se com uma dificuldade intrínseca de concepção da noção de “comunidade” e de “venda coletiva”. A percepção de que parte do valor do produto seria apropriado pela associação desagradou e impediu o prosseguimento do projeto e, associado a acusações de desvio de verbas da conta da associação, enfraqueceu e desmobilizou a entidade.  

Atualmente, todavia, em função dos “projetos” que tem sido desenvolvidos na aldeia e da necessidade que vem se estabelecendo de aquisição de bens de uso coletivo, tais como tratores, caminhões e ferramentas de grande porte, os kalapalo voltaram a pensar a associação e, consequentemente, a noção de comunidade. Este paper visa discutir este processo de criação da “comunidade kalapalo” mediada pelo contato intercultural e pela relação com o Estado brasileiro.

Keywords: Associativismo indigena, relações interétnicas, kalapalo, Alto Xingu

Author: Novo, Marina (None, Brazil / Brasilien)
Co-Author: Antonio Roberto Guerreiro Júnior (Universidade de Brasília, Brasília, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575