Logo

10208 - Transgressão e carnaval: a desestabilização da ordem vigente pelo acto transgressivo na brincadeira do bumba-meu-boi no Brasil

O presente trabalho analisa a brincadeira do bumba-meu-boi como um fenómeno carnavalesco, segundo a perspectiva bakhtiniana, destacando o seu carácter transgressivo. Actualmente esta manifestação encontra-se em processo de reconhecimento como património da cultura nacional brasileira. Vinculada ao catolicismo popular, realiza-se nos festejos de São João e Natal, sobretudo nos estados do Norte e Nordeste do Brasil. A brincadeira do boi começou a ser praticada no século XVIII no litoral nordestino, por escravos e mestiços nos engenhos de cana-de-açúcar e nas fazendas de gado, e espalhou-se para as demais regiões através das migrações internas. O enredo envolve dança, música e drama, e centraliza-se na morte e ressurreição de um boi para revelar os conflitos sociais, desestabilizar a ordem social vigente e vislumbrar a instauração de uma nova realidade utópica. Por ser acusada de perturbar a ordem pública, a brincadeira do boi foi proibida entre os anos 1905 e 1915 e sofreu repressão policial.

Assim como o carnaval, este folguedo surgiu como uma “fuga provisória” à ordem vigente e os princípios morais, apelando a inversão das relações hierárquicas, ratifica o carácter utópico e transgressivo e apresenta uma “segunda vida” baseada na liberdade, igualdade e abundância. Na brincadeira do boi as vozes silenciadas das camadas marginalizadas tornam-se perceptíveis e através do aspecto cómico manifestam suas insatisfações, reivindicações e desmascaram os discursos europeizantes do período colonial que proclamam a miscibilidade como um factor positivo e obscurecem a violência física, sexual e simbólica inerente a este contacto. Assim, as camadas subalternas silenciadas pelas imposições de poder encontram uma forma de desestabilizar a ordem vigente pelo acto transgressivo através do cómico e do carnavalesco, sobrevivendo às repressões policiais e proibições estatais. Portanto, atribui-se à brincadeira do boi um carácter de resistência e afirmação de identidade.

Keywords: bumba-meu-boi, carnaval, transgressão

Author: Cano, Maria da Conceição Salazar (Universidade de Coimbra, Portugal / Portugal)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575