Logo

11877 - Cabelos como extensões: noção de pessoa e materialidade na Estética Funk Carioca

Esta comunicação tem por objetivo discorrer sobre a produção de uma estética do corpo voltada para a noite e para as festas e que busca facilitar a circulação dos sujeitos pelos distintos espaços sociais do Rio de Janeiro, Brasil. A partir de trabalho de campo conduzido entre os sujeitos criativos envolvidos na produção do Funk Carioca – um movimento estético-cultural que tem como cerne a música eletrônica – acompanharemos a produção da beleza feminina através de uma etnografia que possui como fio condutor os cabelos das mulheres. Elicitaremos uma lógica da prótese onde o corpo emerge como sujeito de suas escolhas. Argumentaremos que a “vida social dos objetos” só pode ser considerada na medida em que a sua qualidade de agência é aliada à possibilidade que os objetos encerram de ter o seu sentido manipulado. Partindo dessa dupla possibilidade é que poderemos então falar em uma cadeia causal formada por humanos e não-humanos, onde um e outro provocam eventos, sem contudo perderem seus estatutos ontológicos diferenciais. Defenderemos, à luz do perspectivismo ameríndio e de uma discussão sobre a mimesis, que os sujeitos se empoderam através dos objetos a partir da percepção de que a exterioridade mais do que a interioridade é central para as interações sociais que se desenrolam nas metrópoles brasileiras.

Palavras-chaves: agência, símbolo, Materialidade, causalidade, relações protéticas

Autores: Mylene, Mizrahi (Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575