Logo

5058 - (In) Justiça Ambiental e a retórica da sustentabilidade: uma reflexão sobre a atuação das transnacionais brasileiras na América Latina.

Nos últimos 10 anos, não resta dúvida de que o Brasil expandiu sua presença pela América Latina e África por meio da internacionalização de suas empresas. Durante o governo Lula, o regionalismo continental, embora não fosse novidade, ganhou caráter mais pró-ativo e assertivo, passando a ser prioridade na agenda internacional do país. A integração da região, antes buscada pela via comercial, através do Mercosul, ganhou novos arranjos com a concretização de acordos que deram forma à Área de Livre Comércio da Comunidade Sul-Americana (ALCSA), a criação da Comunidade Sul-Americana de Nações (CASA) e o engajamento do Brasil no financiamento à internacionalização de empresas de capital nacional através da Iniciativa de Infraestrutura Regional Sul Americana, iniciativa que contou com pesados investimento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ainda que o governo federal apresente uma visão otimista da internacionalização das empresas brasileiras, a realidade nos mostra que a dinâmica do “todos ganham” que fora defendida por Lula é, na verdade, um jogo de soma zero no qual as populações vizinhas, os demais Estados sul-americanos e, especialmente, o meio ambiente, são necessariamente destruídos para que as transnacionais brasileiras possam maximizar seus lucros a partir dos recursos naturais disponíveis para além das fronteiras do Brasil. Diante desse cenário, este artigo pretende analisar, em sua primeira parte, a estratégia “subimperialista” adotada pelo Brasil e o papel do BNDES em sua difusão, bem como suas consequências ambientais e sociais para, na seqüência, expor os casos Petrobras, Odebrecht e Vale e ao fim, demonstrar como essa estratégia de crescimento vai de encontro aos ideais de sustentabilidade e justiça ambiental defendidos pelo Estado brasileiro em seu discurso de política externa.

Keywords: sustentabilidade, justiça ambiental, subimperialismo, multinacionais brasileiras, integração regional.

Author: Rodrigues, Marina (Pontificia Universidade Catolica de São Paulo, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575