Logo

10192 - OS CONFLITOS SOCIAIS POR ÁGUA NA PERCEPÇÃO DAS CRIANÇAS DA COMUNIDADE SÃO JOÃO DA RESERVA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL TUPÉ, MANAUS-AM-BRASIL

Os conflitos socioambientais estão cada vez mais presentes no cotidiano das sociedades e, no Brasil não é diferente, apesar de ser o país com maior contingente de recurso hídrico no planeta, ainda enfrenta graves problemas ambientais com o uso inadequado das águas, o que mobiliza os gestores e a sociedade civil à criação de programas e projetos de sensibilização ambiental, tendo em vista a ética do cuidado e os modelos de desenvolvimento sustentável.

Em face da busca de se exercer a sustentabilidade das águas, a justiça ambiental e combater o uso indevido dos rios, propõe-se nesta discussão apresentar a área de percepção social da água, a partir da percepção das crianças da Comunidade São João da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Tupé, partindo do entendimento de desigualdade, inclusão social, bem comum e sua vida cotidiana.

Os procedimentos metodológicos destacam-se em bibliográfico e de campo, tendo como instrumento de coleta de dados o método da pesquisa participativa. Os resultados apresentaram que apesar dos conflitos sociais por água no entorno da unidade de conservação, a percepção ocorre por meio das experiências e modos de vida, relatados como o “rio vivo” que sustenta, higieniza, brinca e conduz a um novo caminhar, diante das complexidades e tensões.

Palabras claves: conflitos sociais por água, percepção ambiental das crianças, recursos hídricos, Reserva de Desenvolvimento Sustentável Tupé.

Autores: Souza de Carvalho, Simone Marcela (Universidade do Estado do Amazonas, Brazil / Brasilien)
Co-Autores: Rodrigues do Nascimento, Italo Klinger (UEA, Manaus, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575