Logo

10600 - Responsabilidade Social Corporativa e Direitos Humanos: discursos e realidades na Amazônia brasileira

O presente artigo realiza uma análise, a partir de uma perspectiva critica, sobre o processo de criação e consolidação dos parâmetros mundiais sobre Responsabilidade Social Corporativa (RSC) e a sua relação com os direitos humanos no atual estagio do capitalismo globalizado.  

Desse modo, busca-se desenvolver uma analise crítica sobre as diferenças entre os discursos e a pratica efetiva do conceito de RSC nas empresas transnacionais que atuam na extração mineral no Estado do Pará na Amazônia Brasileira. O foco da pesquisa concentra-se nas novas formas de gestão empresarial, pautadas em um conjunto de valores que combinam o exercício da prática de responsabilidade social corporativa com desenvolvimento social de forma sustentável.  

Como recurso teórico-metodológico fundamenta-se, no plano internacional, em um conjunto de normas jurídicas internacionais existentes sobre a responsabilidade social corporativa e os direitos humanos nas empresas transnacionais.  

No plano nacional, a pesquisa tem como referencial teórico-metodológico um levantamento bibliográfico concernente ao conceito de RSC nos novos padrões de capitalismo periférico inseridos no contexto da globalização. No referido trabalho apresenta-se parte dos resultados da pesquisa em andamento analisa a prática de RSC em três grandes mineradoras, a saber: Vale (Parauapebas, Canaã dos Carajás), Mineração Rio do Norte (Oriximiná) e Alcoa (Juruti).      

Palabras claves: Amazônia, responsabilidade social corporativa, mineração

Autores: Mathis, Adriana (Universidade Federal do Pará, Brazil / Brasilien)
Co-Autores: Armin Mathis (Universidade Federal do Pará, Belém, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575