Logo

5593 - Os canais de drenagem: referenciais da paisagem e da memória urbana de Santos/SP

A cidade de Santos, no Estado de São Paulo, Brasil, ganhou ainda mais destaque no cenário econômico brasileiro, quando, a partir de meados do século XIX, se tornou o mais importante porto exportador de café. A cultura cafeeira era, então, uma das principais atividades econômicas do país. Para atender as novas exigências do complexo agro-exportador, e, claro, do capitalismo, em 1905, o engenheiro Saturnino de Brito foi contratado para dar prosseguimento às obras de saneamento iniciadas na década anterior. Porém, Brito não se limitou ao saneamento da cidade, realizou, também, um plano urbanístico baseado nos princípios da higiene e embelezamento, projetando a expansão da cidade. Propomos, neste trabalho, analisar especificamente o projeto de drenagem e saneamento visando à construção de canais. Esse projeto foi publicado nas Obras Completas de Saturnino Rodrigues de Brito , Volume VII, em 1943, com o título Projetos e Relatórios - Saneamento de Santos . Os canais projetados por Brito, além de serem considerados uma referência de obra e técnica (emprego da tecnologia do concreto armado) da engenharia sanitária moderna, integram a paisagem da cidade, estruturam o espaço urbano e são importantes referenciais da memória urbana de Santos.

Palabras claves: canais, memória urbana, paisagem, Saturnino de Brito, Santos

Autores: Peixoto Faria, Teresa de Jesus (Unversidade Estadual do Norte Fluminense - UENF, Brazil / Brasilien)
Co-Autores: Luiz de Pinedo Quinto Jr. (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFF )

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575