Logo

6622 - ACERVOS NO SUL - RIO GRANDE DO SUL

Ao estudar as história do sul (Rio Grande do Sul) no Brasil, especialmente da História que se refere ao século XVIII e XIX, devemos considerar os acervos documentais existentes em Arquivos bem conhecidos no Brasil, como Arquivo Nacional no Rio de Janeiro, Arquivo do Itamarati, Arquivo do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro no Rio de Janeiro, acervo de obras raras da Biblioteca Nacional, Arquivo Histórico do Exército, Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul, Arquivo da Arquidiocese de Porto Alegre, Arquivo de jornais Hypólito José da Costa em Porto Alegre, Arquivo Público do Rio Grande do Sul, Biblioteca Municipal de Pelotas, Biblioteca da cidade de Rio Grande,entre outros. Também encontramos acervos no Archivo General de la Nacion de Montevidéu/Uruguay, Archivo General de la Nacion em Buenos Aires/Argentina, Archivo e Biblioteca Dr. Emilio Ravignani de História da América junto à Universidade de Buenos Aires, entre outros, pois a história do Brasil, e especialmente do Rio Grande do Sul encontram nos países vizinhos importantes acervos que demonstram tanto as relações sociais, econômicas e de poder vivenciadas no passado e no presente neste espaço/região fronteiriça. Assim, também, os arquivos são pelos seus acervos testemunhas de que a relações em um espaço fronteiriço são complexas e que a história das sociedades está além de seus limites políticos. Neste estudo, priorizaremos dois aspectos: um que se refere a listagem de locais que tratam da história fronteiriça da região platina em que se insere o Rio Grande do Sul; e a que trata de acervos sobre o processo imigratório(especialmente o italiano), especialmente do acervo do Centro de Pesquisa Genealógica de Nova Palma (CPG), local em encontram-se documentos sobre a imigração de italiana, como a genealogia de famílias, destacando o fondo de correspondências (imigrantes e sua família na Europa), de documentos pessoais (passaporte, certidões...), de fotografias, etc; como de um acervo de imagens fotográficas, da primeira metade do século XX ,do cotidiano de famílias de imigrantes e descendentes de italianos, que encontra-se no município de Faxinal do Soturno, cidade que também pertence a quarta colônia de imigração italiana do Rio Grande do Sul.

Keywords: Rio Grande do Sul, Acervos, Fronteira, Imigração, Política

Author: PADOIN, MARIA MEDIANEIRA (Universidade Federal de Santa Maria, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575