Logo

5305 - PARADOXOS DA CULTURA URBANA NA CENTRALIDADE DO RIO DE JANEIRO

No século XXI, a cidade do Rio de Janeiro vivenciará uma transformação urbanística em função dos eventos mundiais que vai sediar: o Mundial de Futebol (2014) e as Olimpíadas (2016). A renovação da área central será um dos objetivos essenciais dos planos propostos. Existe um espaço vazio no business district – a Esplanada de Santo Antônio –, cuja ocupação com contraditórias funções culturais, constitui um desafio para o futuro da cidade. Os projetos para a ocupação da área do Morro de Santo Antônio definiram a particularidade de um debate sobre a cultura urbanística carioca do século XX. Cabe citar Donat Alfred Agache (1875-1959); Paulo de Camargo e Almeida (1906-1973); José Otacílio Saboya (1899-1967), e Affonso Eduardo Reidy (1909-1964) que representam as mudanças acontecidas na passagem da visão acadêmica da estrutura urbana à renovação do Movimento Moderno sob a influência de Le Corbusier. Eles demonstraram a contradição existente entre o desejo de integrar os novos projetos com a malha tradicional, compacta, da cidade histórica, e valorizar a multiplicidade de funções culturais; e a negação dela, na organização funcional dos edifícios no espaço aberto livre, tese que finalmente foi aplicada na concretização parcial da Esplanada de Santo Antônio. O objetivo deste trabalho é: demonstrar como a significação social e cultural do centro urbano requer um íntimo relacionamento entre a herança histórica e as propostas de renovação, o necessário diálogo entre as tipologias arquitetônicas e urbanísticas da malha compacta, e a dimensão estabelecida pelas torres isoladas que representam a imagem da contemporaneidade. Nessa articulação, a cultura urbanística debatida na Esplanada de Santo Antônio foi um precedente para os projetos futuros da área central.

Palabras claves: Palavras-chave: centros históricos; projetos urbanísticos; funções culturais

Autores: Segre, Roberto (PRORB/FAU/UFRJ, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575