Logo

6110 - Realidade e Poesia: Medo Real e Medo Estetizado

Palavras-Chave: realidade, poesia, medo, contemporaneidade Este trabalho tem como objeto o medo real e o medo estetizado versados nos versos do poema “Congresso Internacional do Medo”, do poeta Carlos Drummond de Andrade. A escolha do tema é motivada por ser o medo uma realidade inerente ao ser humano e por estar retratado num poema oriundo da lavra poética, de um expoente da extirpe de Drummond, um dos poetas maiúsculos das letras nacionais. Os objetivos da pesquisa são: demonstrar que realidade e poesia estão imbricadas; que o poeta parte da concretude do mundo denotativo para, esteticamente, criar mundos conotativos; ressaltar o medo manifesto na face do texto e em sua interface; salientar que o poeta se utiliza dos fatos históricos de seu contexto para dizer a verdade estética, explícita e implicitamente. Em termos metodológicos, o percurso se dá do medo, enquanto sentimento apavorante, para o medo poético, conforme expressa o poema supracitado, onde realidade e poesia se interpenetram numa permanente semiose.

Palavras-chaves: Realidade, poesia, medo, contemporaneidade

Autores: Lopes Matos, Raimundo (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB, Austria / Österreich)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575