Logo

11974 - A natureza anarquista

Esta comunicação trata da normatização do espaço urbano no Rio de Janeiro na primeira década do século XX, em seu impacto sobre as espécies animais. As reformas estruturais da cidade do Rio de Janeiro à época já foram bem estudadas, mas suas implicações biopolíticas duradouras para a existência dos animais - como seu banimento e/ou a estrita regulamentação de sua movimentação na cidade e mesmo o extermínio sistemático da superpopulação animal - ainda merecem exame. Pretende explorar, principalmente, a resistência popular à biopolítica, expressa em manifestações culturais espontâneas, e a resistência organizada oposta pela produção naturista libertária no período, de modo a apontar um projeto dissidente de natureza que vinha confrontar pressupostos científicos modernos.

Author: Farage, Nadia (IFCH ¿ UNICAMP, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575