Logo

11970 - Niterói ¿ Transformações de um centro sobrevivente

O Centro de Niterói está em frente do centro do Rio de Janeiro, separados pela Baia Guanabara, e a ligação regular entre as duas cidades por barcas iniciou-se na primeira metade do século XIX. O traçado do centro foi resultado da implantação do Plano do desenhista francês Pallière, em 1819, para dar lugar a criação da Vila Real de Praia Grande, instituída por D. João VI. A área se consolidou como porta de entrada da cidade e por sua multiplicidade de funções: terminais articulados de transporte, centro comercial, centro de serviços, de cultura e de lazer, e também local de moradia privilegiado.

A mudança da capital federal para Brasília (1960) e a perda do estatuto de Niterói como capital do Estado do Rio de Janeiro (1975), usurparam as funções administrativas dessas capitais num momento de deterioração e empobrecimento das áreas centrais no Brasil. A inauguração ponte Rio-Niterói (1974) criou uma nova porta da cidade. Fatores conjunturais, como o florescimento de centros secundários que acompanharam os bairros residenciais de renda mais elevada e a construção de shoppings, no centro urbano tradicional, no caso de Niterói, reiteraram o esvaziamento econômico das ruas do Centro.

A análise refere-se às novas condições deste centro - presença de shoppings centers (3), recuperação da Praça da Republica e do Teatro Municipal, construção de Estação Rodoviária, projeto de ocupação do aterrado central, duplicação da avenida litorânea – que promoveram a sua reestruturação urbana. No entanto, o movimento foi mais em direção à “privatização” e ao controle dos espaços públicos (gradeamento de praças e largos, praças de alimentação e cinemas nos shoppings) do que no sentido de estimular o uso de ruas e das praças, espaços essencialmente democráticos.. Excluindo-se a implantação de projetos especiais, em centros de cidades de maior escala, observa-se a perda qualitativa desses espaços públicos, submetidos a novas relações de uso, chegando-se ao início do milênio com o impasse da sobrevivência do centro como áreas dinâmicas da cidade brasileira.

Keywords: Niterói, área central, transformações urbanas

Author: Soares Azevedo, Marlice, (Universidade Federal Fluminense, Brazil / Brasilien)
Co-Author: Pinheiro Machado, Denisa (PROUB/FAU/UFRJ, Rio de Janeiro BR, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575