Logo

3913 - Os lugares da Juventude Rural e a Reforma Agrária, Bahia, Brasil.

As juventude (s) inseridas em áreas de reforma agrária no estado da Bahia têm enfrentado constantes ressignificações de suas identidades, desde o processo de desterritorialização, oriunda do processo de saída de seus pais de suas cidades para os Projetos de Assentamento. O processo de reafirmação de uma identidade campesina, muitas vezes circunscritas nos paradigmas da dicotomia urbano-rural, se vêem pautadas na outridade e na alteridade,e ainda, na afirmação de um futuro construído no imaginário de um rural bucolizado, de um urbano de oportunidadades, nas (im) possibilidades de reprodução da terra, nos laços familiares, nos desejos de trabalho algumas vezes desligados das atividades agrícolas e de um desejo de manutenção das conquistas dos pais. Toda esta dinâmica imbrica aos jovens a construção de lugares em suas subjetividades, onde suas identidades de geração, de grupo, social, constroem um pertencimento circunscrito a uma fluidez cultural, percebidas pela oralidade e conotadas em pressupostos de um novo paradigma, contra-hegemônico, onde o rural aponta-se com um lugar de oportunidades. Estas reflexões surgem da dissertaão intitulada "Aqui é tranquilo mas meu sonho é lá fora", defendida no Programa de Pós Graduação em Cultura e Sociedade, da Universidade Federal da Bahia, Brasil.

Palavras-chaves: identidades, juventudes, reforma agrária, imaginário, rural

Autores: Silva da Costa, Davi (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - IF Baiano, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575