Logo

9409 - AS RELAÇÕES SEXUAIS E AFETIVAS INTER-RACIAIS DURANTE O PERÍODO DE ESCRAVIDÃO NO BRASIL.

Há muita controvérsia até hoje acerca do processo da escravidão no Brasil, principalmente acerca das relações sociais existentes entre os escravos, os ex-escravos, os proprietários de escravos e o restante da sociedade. Embora a escravidão na história mundial tenha tido sempre por característica o fato de ser um processo imposto pelo homem contra o homem, mais notadamente por dívidas ou guerras, no Brasil adquiriu ainda um caráter racial, uma vez que a mesma se deu inicialmente contra os índios, que já se encontravam no país, a qual foi abolida pelo Marques de Pombal no final do século XVIII; e posterior e majoritariamente contra os negros trazidos da África, processo este que perdurou por mais de 300 anos, havendo, já mais próximo do seu final, sido criadas algumas leis atenuantes, como a Lei Eusébio de Queiroz (em 1850) que acabou com o tráfico negreiro e a Lei do Ventre Livre (em 1871) que dava a liberdade aos filhos de escravos que nascessem a partir de então. Tal processo findou-se com a promulgação da Lei Áurea (em 1888), que aboliu a escravidão no Brasil. Todavia, durante este longo período, como é da natureza humana, as relações sociais e sexuais entre os escravos, notadamente escravas, e seus “donos” foi intensa, tendo resultado numa grande mestiçagem que hoje é marca característica do Brasil enquanto população. A proposta desta palestra é buscar demonstrar as características destas relações inter-raciais, confrontando as visões clássicas de autores como Gilberto Freyre (Casa-Grande & Senzala), Sergio Buarque de Holanda (Raízes do Brasil), entre outros, com autores que contestam a docilidade desta relação, como Clóvis Moura (Brasil: raízes do protesto negro) e Martiniano Jose da Silva (Racismo à Brasileira), vertente esta hoje abraçada por parte do movimento negro, principalmente de tendência política esquerdista, e como estas relações marcaram a essência da personalidade do povo brasileiro.

Palavras-chaves: INTER-RACIAL, ESCRAVIDÃO, SEXO, BRASIL.

Autores: vieira, roberto de araujo (UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575