Logo

11728 - O espaço da casa em romances americanistas contemporâneos

Édouard Glissant, em O Romance das Américas, diz que o espaço nos romances americanos se apresenta de forma diferente em relação aos romances europeus. Enquanto nas Américas o espaço é vasto, aberto, coletivo, na Europa ele tende a ser fechado e intimista. A partir das propostas de Glissant, é possível analisar em especial quais são as características do espaço da casa nas Américas, tendo em vista o modo como ele figura em romances como Texaco , de Patrick Chamoiseau, e Cidade de Deus , de Paulo Lins, onde as casas estão em favelas - locais vastos, abertos e coletivos, que muitas vezes são fechados e extremamente adensados. Tal leitura se contrapõe imediatamente aos conceitos clássicos de casa forjados por Gaston Bachelard e Otto Friedrich Bollnow, para intuir uma análise de que como se apresentar esse espaço particular da casa num ambiente tão diverso e contemporâneo quanto a favela.

Palavras-chaves: Casa, favela, ficção, cidade

Autores: Keila, Prado Costa (Universidade de São Paulo, Brazil / Brasilien)

atrás

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575