Logo

11061 - Modernidades alternativas? O debate sobre a modernidade na América Latina à luz da crítica feminista e pós-colonial.

A chamada crise da modernidade, teorizada pelos mais distintos campos políticos e acadêmicos, se manifesta como uma cena na qual visualizamos profundos processos de desagregação social -sobretudo nas grandes metrópoles mundiais- e, ao mesmo tempo, como processo no qual se experimentaria oportunidades para novos quadros culturais e práticas de construção gregária à luz das mais diversas identidades de gênero, étnicas, etc. Esses novos gregarismos não raro recorrem a uma mescla de referências culturais inscritas em distintas temporalidades e estão fecundando sobretudo em sociedades nas quais há uma sobreposição de projetos modernos junto a vivências e experiências pré-modernas, cenário este que se desenvolve em parte significativa da América Latina.  

Estaríamos vivendo na América Latina uma espécie de laboratório de novas formas de sociabilidade que constituiriam modernidades alternativas? Gostaríamos de perseguir tal debate a partir de um mapeamento de certas discussões presentes em dois campos intelectuais e políticos que se alocam também no cenário acadêmico: a crítica feminista latino-americana e os estudos pós-coloniais na América Latina. Esse levantamento de questões em torno da modernidade na América Latina compõe nosso projeto de pesquisa de doutoramento, que versa sobre a constituição de uma rede intelectual no cone sul latino-americano vinculada aos estudos culturais (de vertente britânica). Essa rede possui como intelectuais exponenciais Nelly Richard, intelectual radicada no Chile e a argentina Beatriz Sarlo, autoras que também traremos ao nosso debate para refletir sobre os caminhos da modernidade na América Latina.

Keywords: Estudos culturais britânicos, feminismo, pós-colonialismo

Author: Silvia, Cáceres (UFRJ, Brazil / Brasilien)

Back

University of Vienna | Dr.-Karl-Lueger-Ring 1 | 1010 Vienna | T +43 1 4277 17575